Aventuras no audiovisual

No penúltimo domingo, 30 de Agosto, tive mais um trabalho, exigido pela matéria de Produção Audio Visual do Curso de PP. O dever era realizar a gravação de um VT institucional para um produto selecionado em sala de aula, no caso o produto escolhido foi cerveja.

Os grupos foram divididos em 5, cada membro do grupo ficaria responsável por determinado aspecto da produção, e vou dizer, é muito mais fácil quando cada integrante do grupo faz a parte que lhe foi incumbida, as coisas fluem, não é tão estressante e o trabalho é imensamente melhor.

DSC_1185
Bagunça da produção.

Pois bem, fiquei responsável pela parte de roteiro, o que foi uma incógnita, já que minha cabeça desliga com uma frequência invejável, independente do momento, e é literalmente isso. Nem na cama eu consigo me focar direito, bem na verdade…

Definir a estória não foi algo difícil, o foco aqui era trazer um comercial com uma briga, situada em um bar. O protagonista principal, tão fascinado pela bebida, não conseguia prestar atenção em mais nada ao seu redor, e a partir daí vem o desenvolvimento da trama.

Bem, tive dificuldades quanto ao roteiro em si, sua estrutura e como desenvolver a dinâmica da estória, e mesmo com a explicação em sala de aula, a prática sempre é um desafio, as coisas são bem diferentes na hora do desenvolvimento do roteiro e da aplicação do mesmo. O que mais me desafiou foi o ritmo da cena, e como desenvolver uma briga que fosse satisfatória, tivesse um bom ritmo e sintonia.

DSC_1208
Sergi, Kalinca e Giovany, gravando a cena do soco.

E então a cena ficou horrível, dura e sem feeling. É muito fácil escrever “aqui haverá uma briga”, mas como transcrever o pensamento em palavras? Como dar vida a algo e esse algo seja convincente e coerente? Foi aí que Sergi entrou.

– Mas, quem é Sergi?
É o cara que parece com meu irmão.
Pera aí, quem é seu irmão?
É o cara com quem o Sergi é parecido. E parecido mesmo, desde o aspecto físico, mas com ênfase na personalidade. Os dois me ignoram. –

Ele ajudou com a concretização da cena da briga, deu sua visão sobre o roteiro e propôs coisas que poderiam melhorar. As cenas duras e sem harmonia de uma briga tomaram um ar dinâmico e sequencial! Mesmo que a parte dos cortes devesse ser mais rápido e fluído, para dar realmente o ar de briga e rapidez.

DSC_1232
Luzes do Bar e eu.

As filmagens ocorreram no Bar do Bucha, aqui em Xanxerê. O lugar é lindo, tem muitas luzes coloridas, o típico lugar agradável para fotos e amigos. Não é o tipo de lugar que costumo frequentar, mas acredito ser um bom lugar para fazer lembranças. Fomos muito bem recebidos pelos donos do local, que são jovens, engraçados e sabem como o boca a boca faz diferença na hora de divulgar um lugar.

O dia foi incrivelmente divertido, produtivo e cansativo. Todos ficaram felizes e satisfeitos com os resultados. Obviamente temos diversas coisas a serem melhoradas, mas para o primeiro tiro está ótimo!